Escolha uma Página

“Bate palma, sinhá, firma o ponto pra ver, caldeirão ferver sem fundo, licuri quebra dendê.” Dos tambores e temperos do terreiro de matriz africana vem a inspiração dos “Filhos de Dona Maria”. No samba feito por eles, misturam-se a chula, o afoxé, o jongo, a musicalidade da capoeira. Com sua música, o grupo reafirma a identidade negra e suas tradições, fortalecendo a cultura afro-brasileira.

 

O primeiro disco, intitulado “Todos os Prazeres” foi lançado em Brasília, em outubro de 2015, no Festival Abre Caminhos, evento que celebra a união de ritmos musicais de raiz africana. As canções do disco têm como temática o enlace com o sagrado trazido das tradições de matriz africana e a ancestralidade negra presente no Brasil.

 

Com 15 faixas, “Todos os Prazeres” é fruto de um processo coletivo de direção musical e predominantemente autoral. Todas as músicas, exceto “Tia Baiana” (cedida pelo cantor e compositor Wilson Moreira) têm a assinatura de pelo menos um dos músicos do grupo. Uma das canções, a sequência de jongos, foi composta por todos os integrantes. “O discurso mais claro neste disco é que ele destaca a produção de Brasília. Trazemos canções assinadas por músicos da nova geração do samba de Brasília, como Breno Alves, Kadu Nascimento e Dinho Braga”, conta Artur Senna (percussão).

 

O álbum conta ainda com três participações especiais: a cantora paulistana Fabiana Cozza, uma das mais importantes intérpretes da música contemporânea, o Afoxé Alafin Oyó, expoente da cultura tradicional negra de Olinda (PE) e o bamba Wilson Moreira, que em seus 58 anos de carreira coleciona composições que se tornaram clássicos do samba e que reforçam a identidade negra e o samba de raiz.

Recentemente o grupo se apresentou no tradicional Réveillon de Brasília da Praça dos Orixás, no Festival de cultura negra Latinidades, no Festival Internacional de Percussão SÃO BATUQUE e no Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros.

 

Há um ano, produzem o evento mensal Terreirada, que tem o objetivo de fortalecer e difundir a cultura negra em Brasília.


Todos os prazeres

Agenda

 

There are no upcoming events at this time.